Nova York Estados Unidos

Ir para o conteúdo

Nova York Estados Unidos

Nova York, Estados Unidos

População

8 175 milhões

Hora Local

Clima

5.8º C

Cambio

R$ 4,93

Alimentação

US$ 20,00

Nova Iorque ou Nova York (em inglês: New York) é  a cidade mais populosa dos Estados Unidos e uma das maiores áreas metropolitanas do mundo localizada na Região Nordeste do país. É também a terceira cidade mais populosa da América, atrás de São Paulo e Cidade do México. A cidade exerce um impacto significativo sobre o comércio, finanças, mídia, arte, moda, pesquisa, tecnologia, educação e entretenimento de todo o planeta. Nova Iorque abriga a sede da Organização das Nações Unidas (ONU) sendo um importante centro para assuntos internacionais e amplamente considerada como a capital cultural do mundo. A cidade também é referida como Cidade de Nova Iorque para distingui-la do estado de Nova Iorque, do qual faz parte.

Localizada em um dos maiores portos naturais do mundo, a cidade é composta por cinco bairros: Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island.  Com uma população que, de acordo com o Censo dos Estados Unidos de 2010, atinge 8 175 133 habitantes, distribuídos numa área de terra de apenas 784 km² e com cerca de 800 idiomas diferentes falados em seu território, Nova Iorque também é a cidade com a maior diversidade linguística do mundo.

Nova Iorque serviu como a capital dos Estados Unidos de 1785 até 1790, sendo a maior cidade do país desde 1790. A Estátua da Liberdade recebeu milhões de imigrantes que vieram para a América de navio no final do século XIX e início do século XX. A cidade é geralmente considerada um dos mais importantes centros da diplomacia mundial e é uma das poucas cidades do mundo que serve de sede a uma das mais importantes organizações internacionais, sem ser a capital de um país.

Inicialmente, a região era habitada por nativos norte-americanos das tribos lenapes quando foi descoberta pelos europeus em 1524. O assentamento europeu começou com a fundação de uma colônia holandesa de comércio de peles, em 1614. O diretor-geral colonial holandês Peter Minuit comprou a ilha de Manhattan dos Lenapes em 1626 pelo valor de 60 florins, uma outra lenda diz que Manhattan foi comprada por 24 dólares no valor de contas de vidro. Os primeiros moradores de Nova Iorque foram 23 judeus de origem portuguesa que chegaram em 7 de setembro de 1654 na Nova Amsterdã e das 16 naus que partiram às pressas do Recife, uma foi saqueada na Jamaica e 23 judeus viajaram até a ilha de Manhattan, sem bens, onde estabeleceram residência e trabalharam no comércio. Em 1664, a cidade foi entregue para os ingleses e Nova Iorque cresceu em importância como porto comercial enquanto esteve sob domínio britânico. 

Durante a Revolução Americana, a Batalha de Long Island, considerada a maior batalha ocorrida nessa guerra, foi travada em agosto de 1776 inteiramente em terras atualmente ocupadas pelo bairro do Brooklyn. Após a batalha, em que os estadunidenses foram derrotados, deixando subsequentes batalhas menores seguirem o mesmo rumo, a cidade tornou-se a base militar e política britânica de suas operações na América do Norte. Logo após o início da ocupação britânica, ocorreu o Grande Incêndio de Nova Iorque, uma conflagração de grande porte que destruiu cerca de um quarto dos edifícios na cidade, incluindo a Igreja da Trindade.

A montagem do Congresso da Confederação fez de Nova Iorque a capital do país em 1785, logo após a guerra. Nova Iorque foi a última capital dos Estados Unidos sob os Artigos da Confederação e a primeira capital sob a Constituição dos Estados Unidos. Em 1789, o primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington, foi empossado; o primeiro Congresso dos Estados Unidos e a Suprema Corte dos Estados Unidos foram montados pela primeira vez e a Carta dos Direitos dos Estados Unidos foi elaborada, tudo no Federal Hall, em Wall Street.

No século XIX, a cidade foi transformada pela imigração e pelo desenvolvimento. Uma proposta visionária de desenvolvimento, o Plano dos Comissários de 1811, expandiu a "grade de ruas" por toda Manhattan e a abertura do Canal de Erie em 1819, ligando o Atlântico aos vastos mercados agrícolas do interior norte-americano. A revolta durante o recrutamento militar durante a Guerra Civil Americana (1861-1865) levou aos motins de 1863, um dos piores incidentes de distúrbios civis na história americana. Em 1898, a cidade de Nova Iorque obteve sua atual formação, com a consolidação do Brooklyn que, até então, era uma cidade separada, juntamente com o Condado de Nova Iorque.

A abertura do metrô, em 1904, ajudou a conectar toda a cidade. Na primeira metade do século XX, a cidade se tornou um centro mundial para a indústria, comunicação e comércio. No entanto, este desenvolvimento não veio sem um preço. Em 1904, o navio a vapor General Slocum pegou fogo no rio East, matando 1021 pessoas a bordo.

Em 1911, o incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist, o pior desastre industrial da cidade até os ataques de 11 de setembro de 2001 ao World Trade Center, tirou a vida de 146 trabalhadores e estimulou o crescimento da União Internacional das Damas Trabalhadoras de Vestuário e grandes melhorias nos padrões de segurança das fábricas.

Em 1916, Nova Iorque era o lar da maior população urbana da diáspora africana na América do Norte. O renascimento de Harlem floresceu durante a era da Lei Seca, coincidente com um maior boom econômico que viu o horizonte se desenvolver com a construção de arranha-céus.

Nova Iorque se tornou a área urbanizada mais populosa do mundo em 1920, ultrapassando Londres, e sua região metropolitana ultrapassou a marca de dez milhões em 1930, tornando-se a primeira megacidade da história humana.

Na década de 1960, a cidade começou a sofrer de problemas econômicos e com índices de criminalidade em ascensão. Embora o ressurgimento da indústria financeira tenha melhorado muito a saúde econômica da cidade na década de 1980, a taxa de crimes de Nova Iorque continuou a subir fortemente até o início da década de 1990.

Nos anos 1990, os índices de criminalidade começaram a cair dramaticamente devido ao aumento da presença policial e da gentrificação e muitas novas ondas de imigrantes chegaram da Ásia e da América Latina. Importantes setores novos, como o Silicon Alley, surgiram na economia da cidade e a população de Nova Iorque alcançou o seu maior número da história no censo de 2000. A cidade foi um dos locais atingidos durante os ataques de 11 de setembro de 2001, quando cerca de três mil pessoas morreram na destruição do World Trade Center.

No lugar das torres destruídas, em 3 de novembro de 2014 foi inaugurado o novo One World Trade Center que com o World Trade Center Memorial Museum (inaugurado em setembro de 2012); outras três novas torres de escritórios e um centro de transporte modernizaram a Lower Manhattan e modificaram o skyline de Nova Iorque.

A cidade de Nova Iorque é um centro global de negócios e comércio, como serviços bancários e financeiros, varejo, comércio mundial, transportes, turismo, imóveis, entre outros. O chocolate é a principal exportação de alimentos especiais de Nova Iorque, com até 234 milhões de dólares em exportações a cada ano.Empreendedores estavam formando um "Distrito Chocolate" no Brooklyn a partir de 2014, enquanto a Godiva, um dos maiores chocolatiers do mundo, continua a ter sua sede em Manhattan. 

O setor imobiliário é uma força importante na economia da cidade, já que o valor total de todos os imóveis de Nova Iorque foi avaliado em 1,072 trilhão de dólares no ano fiscal de 2017, um aumento de 10,6% em relação ao ano anterior, com 89% de aumento dos efeitos de mercado. O Time Warner Center é o imóvel com maior valor de mercado listado na cidade, com 1,1 bilhão de dólares em valor de mercado em 2006.

A cidade de Nova Iorque abriga alguns dos imóveis mais valiosos do país e do mundo. O edifício 450 Park Avenue foi vendido em 2 de julho de 2007 por 510 milhões de dólares, aproximadamente 17 104 dólares por m², quebrando o recorde de um prédio de escritórios vendido por 15 887 dólares por m², em junho de 2007 no número 660 da Madison Avenue.

Nova Iorque é um local proeminente para a indústria do entretenimento do país, sendo que os enredos de muitos filmes, séries de televisão, livros e outras mídias se passam na cidade, em volume, Nova Iorque é a líder mundial na produção cinematográficaindependente um terço de todos os filmes independentes estadunidenses são produzidos em Nova Iorque. A Associação de Produtores Comerciais Independentes também está baseada na cidade. Somente nos primeiros cinco meses de 2014, filmagens de locação para episódios pilotos de televisão em Nova Iorque superaram os níveis recorde de produção para todo o ano de 2013.

Como chegar a Nova York.

Ônibus: Em Nova York, o transporte público é mais usado para as pessoas irem ao trabalho. Suas linhas são formadas por números e letras, sendo que as letras indicam o bairro que você está circulando, por exemplo, Manhattan (M), Brooklyn (B), Queens (Q), Bronx (Bx) e Staten Island (S). Os ônibus e metrôs circulam 24 horas na cidade e as tarifas são cobradas por passagem, o pagamento pode ser feito tanto em moedas (não é aceito dinheiro em papel) quanto no cartão com máquinas específicas para essa forma. Outra forma é comprar um Metrocard, que também pode ser usado no metrô. 

Metrô:   O metrô em Nova York funciona em sua maioria da mesma forma que os ônibus, tanto as tarifas quanto a disponibilidade de 24 horas, porém o metrô tem dois tipos, o express, que não param em todas as estações e são mais rápidos que os normais. O metrô tem 26 linhas em que os nomes podem ser letras ou números. 

Carro:  O trânsito em Nova York é intenso e não possui muitos locais para estacionar, então para visitar a cidade, é mais recomendado usar o transporte público, porém é possível alugar um carro para andar pela cidade. As rodovias para ir para a cidade são a New Jersey Turnpike, a I-95 e a I-78.

Avião:   Nova York possui três grandes aeroportos, O Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK), localizado em Queens, que opera voos internacionais e domésticos, e é um hub da American Airlines, da Delta Airlines e da JetBlue Airways. O Aeroporto Internacional de Newark (EWR), localizado entre Elizabeth e Newark (em Nova Jérsei), opera tanto voos internacionais como domésticos e é um hub da United Airlines. O Aeroporto LaGuardia (LGA), localizado em Queens, movimenta primariamente voos domésticos e voos vindos do Canadá e é hub da American Airlines (e sua filial) American Eagle e Delta (e Delta Express).

Principais Pontos Turísticos

Madison Square Garden, Nova York Estados Unidos

Madison Square Garden

O Madison Square Garden é uma arena coberta de multiusos na cidade de Nova York. Localizado no centro de Manhattan, entre as avenidas 7 e 8, das ruas 31 a 33, está situado no topo da Estação Pensilvânia. A arena fica perto de outros marcos históricos do centro de Manhattan, incluindo o Empire State Building, Koreatown e o Macy 's em Herald Square.

Vessel, Nova York Estados Unidos

Vessel

O Vessel é uma estrutura e ponto de referência que foi construído como parte do Hudson Yards Redevelopment Project em Manhattan, Nova York. A construção começou em abril de 2017; foi inaugurada em 15 de março de 2019.

Upper East Side, Nova York Estados Unidos

Upper East Side

O Upper East Side é um bairro nobre do condado de Manhattan, em Nova York, entre o Central Park e o Rio East. O Upper East Side está dentro de uma área delimitada pela 59th Street, 96th Street, Central Park e o Rio East.

Rockefeller Center, Nova York Estados Unidos

Rockefeller Center

O Rockefeller Center é um complexo de 19 edifícios comerciais que ocupam uma área de 89 000 m² entre as ruas 48th e 51st na Cidade de Nova Iorque.É atualmente uma das principais atrações turísticas de Nova Iorque, especialmente no inverno, quando a praça principal do complexo está decorada com uma grande árvore de natal, bem como possui uma grande pista de patinação.

Grand Central Terminal, Nova York Estados Unidos

Grand Central Terminal

O Grand Central Terminal é um terminal ferroviário e metroviário localizado em Manhattan. Foi inaugurado em 1903 com o nome Grand Central Station, que foi oficialmente alterado em 1913. No entanto é ainda usado para referir este terminal.

American Museum of Natural History, Nova York Estados Unidos

American Museum of Natural History

O American Museum of Natural History é um museu, localizado em Nova Iorque e fundado em 1869. É especialmente reconhecido pela sua vasta coleção de fósseis, incluindo de espécies de dinossauros. Uma das grandes atrações do museu é uma coleção de esqueletos de dinossauros, com mais de 30 milhões de fósseis e artefatos espalhados por 42 salas de exibição.

Times Square, Nova York. Estados Unidos

Times Square

Times Square é a denominação da área formada na confluência e cruzamento de duas grandes avenidas da cidade de Nova Iorque, podendo ser definida como uma grande praça ou largo, composta por vários cruzamentos e esquinas. Atualmente é o ponto turístico mais visitado do mundo, com cerca de 39 milhões de visitantes por ano, recebendo mais turistas do que a Estátua da Liberdade.

Brooklyn Bridge, Nova York Estados Unidos

Brooklyn Bridge

A Brooklyn Bridge é uma ponte na cidade de Nova Iorque, considerada uma das mais antigas pontes de suspensão nos Estados Unidos, com extensão de 1.834 m. Situa-se sobre o rio East, ligando os distritos (boroughs) de Manhattan e Brooklyn.

St. Patrick’s Cathedral, Nova York Estados Unidos

St. Patrick’s Cathedral

A Catedral de Saint Patrick's ( São Patrício em português) é um templo católico de estilo neogótico situado no lado leste da Quinta Avenida da cidade de Nova York, entre as ruas 50ª e 51ª, em frente ao Rockefeller Center. É uma paróquia e a sede da Arquidiocese de Nova Iorque.

Castelo Belvedere, Nova York Estados Unidos

Castelo Belvedere

O Castelo Belvedere é uma Fortaleza localizada no Central Park e sua arquitetura é enquadrada dentro de um ambiente vitoriano. Foi construído e projetado em 1865 e está localizado no ponto mais alto do Central Park. Esta fortificação desempenha outras funções do ambiente onde ele está localizado, como por exemplo, serve como a sede do Observatório Meteorológico.

One World Trade Center, Nova York Estados Unidos

One World Trade Center

One World Trade Center (World Trade Center 1), mais conhecido simplesmente como WTC 1 e anteriormente conhecido como Freedom Tower (em português: Torre da Liberdade), é o edifício principal do novo complexo do World Trade Center em Lower Manhattan.

Wall Street, Nova York Estados Unidos

Wall Street

Wall Street é uma rua que corre na região inferior de Manhattan, e é considerada o coração histórico do atual Distrito Financeiro da cidade de Nova Iorque, onde se localiza a bolsa de valores de Nova Iorque.

The Metropolitan Museum of Art, Nova York. Estados Unidos

The Metropolitan Museum of Art

O Metropolitan Museum of Art (em português: Museu Metropolitano de Arte), conhecido informalmente como The Met, é um museu de arte, sendo um dos mais visitados museus do planeta. Fundado em 13 de abril de 1870, foi aberto ao público em 20 de fevereiro de 1872. É um dos maiores e mais importantes museus do mundo e abriga uma importante coleção de pintura europeia dos séculos XII-XX e obras da arte antiga (grega, romana, egípcia e assírio-babilónica) e oriental.

Estátua da Liberdade

Estátua da Liberdade

A Estátua da Liberdade é uma escultura neoclássica colossal localizada na ilha da Liberdade no porto de Nova Iorque. A estátua de cobre, projetada pelo escultor francês Frédéric Auguste Bartholdi, que se baseou no Colosso de Rodes para edificá-la, foi construída por Gustave Eiffel e dedicada em 28 de outubro de 1886.

Central Park, Nova York. Estados Unidos

Central Park

O Central Park é um grande parque dentro da cidade de Nova Iorque. Possui uma área de 3,41 km² e está localizado no distrito de Manhattan. Foi inaugurado em 1857, e é considerado, por muitos nova-iorquinos, um oásis dentro da grande floresta de arranha-céus existente na região. É um lugar onde as pessoas podem diminuir o ritmo frenético de Nova Iorque.

Empire State Building

Empire State Building

O Empire State Building é um arranha-céu de 102 andares no centro de Manhattan, na Quinta Avenida, entre as ruas 33ª e 34ª Oeste. Ele tem uma altura do telhado de 381 metros, mas com a sua torre de antena incluída, o edifício chega a 443 m de altura. Seu nome é derivado do apelido do estado de Nova York, o Empire State. Ele manteve-se como o edifício mais alto do mundo por quase 40 anos, desde a sua conclusão, no início de 1931, até a construção da Torre Norte do complexo original do World Trade Center, no final de 1970.

High Line Park , Nova York Estados Unidos

High Line Park

High Line (também conhecido como High Line Park) é um parque suspenso localizado em Manhattan. Trata-se de um parque linear de 2,33 km de comprimento e tem a particularidade de estar localizado numa seção elevada da Linha East Side, em uma linha de caminho de ferro de Nova Iorque em desuso. Inspirada na Coulée verte René-Dumont em Paris, um projeto semelhante de 4,7 km concluído em 1993, a High Line foi concebida como um passadiço verde elevado e parque sobre os trilhos de uma antiga via férrea.

Memorial e Museu do 11 de Setembro, Nova York Estados Unidos

Memorial e Museu do 11 de Setembro

O Memorial e Museu do 11 de Setembro está no local onde ficavam as torres do World Trade Center em Nova Iorque, destruídas nos ataques de 11 de setembro de 2001. O memorial foi planejado logo após os ataques e da destruição do World Trade Center para lembrar as vítimas e os envolvidos no resgate.

Passeios Turísticos.

Parceiros

Kiwi.com
hotelscombined.com
getyourguide.com

© 4travel.world 2023